top of page

Como abrir uma empresa em 2023 - Todos os passos que você precisa saber



Abrir uma empresa é um sonho de muitas pessoas, mas pode ser assustador pensar em todos os passos e trâmites burocráticos envolvidos nesse processo.


Por onde começar? Quais documentos são necessários? Como escolher o tipo de empresa ideal para o seu negócio?


Essas são apenas algumas das perguntas que podem surgir no início dessa jornada.


Mas não se preocupe, estamos aqui para ajudar!


Neste post, vamos te guiar com todos os passos necessários para abrir a sua empresa de forma descomplicada e segura. Vamos lá?


Escolha o tipo de empresa ideal para sua empresa


Ao escolher o tipo de empresa ideal para o seu negócio, é importante levar em consideração diversos fatores que podem afetar diretamente o sucesso da sua empreitada.


O primeiro passo é avaliar o mercado e identificar as necessidades dos seus clientes em potencial.


Com base nisso, você pode definir se é mais adequado abrir uma empresa de prestação de serviços, uma indústria ou um comércio.


Outro fator importante é o capital inicial necessário para iniciar a sua empresa. Dependendo do tipo de negócio que você pretende abrir, os investimentos iniciais podem variar consideravelmente.


Além disso, é fundamental pensar também na estrutura necessária para manter a empresa em funcionamento, desde a contratação de funcionários até a escolha do espaço físico adequado.


Por fim, é preciso pensar na legislação e na regulamentação específica para cada tipo de empresa.


É importante estar atento aos requisitos legais e fiscais para evitar problemas futuros.


Em resumo, escolher o tipo de empresa ideal para o seu negócio requer uma análise cuidadosa de diversos fatores e uma boa dose de planejamento. A Brasker Digital pode resolver tudo isso para você comoeçar com segurança.


Avalie o melhor enquadramento tributário


A escolha do enquadramento tributário correto é crucial para o sucesso do seu negócio.


Afinal, o pagamento de impostos pode representar uma grande fatia do seu faturamento e influenciar diretamente na sua lucratividade.


Para fazer a escolha certa, é importante entender as diferenças entre as opções disponíveis.


O Simples Nacional, por exemplo, é uma boa opção para empresas de pequeno porte com faturamento anual de até R$ 4,8 milhões. Entretanto, importante ressaltar que nem sempre o simples nacional é a opção tributária que gerar menos impostos. É necessário estudar caso a caso.


Já o Lucro Real é indicado para empresas com margens de lucro menores ou com faturamento anual superior a R$ 4,8 milhões, enquanto o Lucro Presumido é uma opção intermediária.


Avaliar qual enquadramento tributário é o melhor para o seu negócio pode ser uma tarefa complexa e demandar a ajuda de uma empresa especializada no assunto, como a Brasker Digital.


Por isso, investir tempo e recursos nessa escolha pode ser determinante para que sua empresa cresça e prospere no mercado.



Conheça todos os documentos que fazem parte da abertura da sua empresa


O primeiro passo é realizar o registro na Junta Comercial do seu Estado, onde serão solicitados documentos como o contrato social e a identidade dos sócios.


Outro documento indispensável é o CNPJ, que é emitido pela Receita Federal e funciona como o registro de identificação da sua empresa perante os órgãos públicos.


Além disso, é preciso solicitar a inscrição estadual e municipal, caso sua empresa esteja sujeita ao pagamento de impostos nesses âmbitos.


Outros documentos importantes incluem alvará de funcionamento, certificado de regularidade do FGTS e da Previdência Social, licenças ambientais e sanitárias (dependendo do ramo da empresa) e registro na Secretaria da Fazenda para emissão de notas fiscais.


É fundamental estar atento a todos esses trâmites para garantir o sucesso do seu negócio.




Checklist para abertura da sua empresa com segurança


1) Razão Social

Definir o nome oficial do empreendimento no registro, usado em contratos, nota fiscal e documentos oficiais. É por esse nome que os órgãos públicos irão identificar a sua empresa.


É importante escolher um nome que tenha relação com a atividade desenvolvida na empresa, de fácil entendimento e memorização, e que não seja parecido com outras organizações empresariais, tendo em vista que não é possível o registro de dois nomes iguais.


2) Nome fantasia

Definir o nome fantasia, pois é como a empresa será conhecida e reconhecida pelo público.


3) Registro da marca no INPI

O registro do nome da empresa na Junta Comercial não garante a propriedade da marca, por isso, registrar a marca no INPI é uma das primeiras coisas que se deve fazer.


Imagina sua empresa ter que trocar de nome por exigência de um terceiro detentor do registro da marca?


Além do transtorno, pode ocasionar gastos financeiros para troca da identidade da empresa além de novos investimentos para tornar a nova marca conhecida pelo público e potenciais clientes.


4) Endereço

Escolha o endereço onde sua empresa será estabelecida.


A escolha de um endereço deve ser estratégica e atender as exigências do fisco Estadual ou Municipal.


Se sua empresa possui atividades industriais, não será compatível um endereço do tipo 'sala' em um edifício comercial.


Assim como, se sua empresa comercializar produtos, deverá ter um endereço compatível com as necessidades de armazenamento de estoques dos produtos para revendas.


Ao avaliar um endereço adequado, não deixe de avaliar se o local proporcionará a liberação de todas as licenças necessárias ao funcionamento da empresa.


5) Capital social

Capital Social é o valor investido que será colocado a disposição da empresa por cada um dos sócios, seja bens financeiros ou bens materiais.


Uma empresa em início de atividades geralmente não inicia com receitas suficientes para manter a empresa funcionando. É o capital social aportado pelos sócios que permitirá a empresa funcionar por dias, meses ou até anos até atingir o ponto de equilíbrio.


O capital social pode ser integralizado à vista ou parcelado. Essa escolha deve ser feita no momento da abertura da empresa.


6) Algum dos sócios é residente fora do Brasil?

Caso sua intensão seja enquadrar a empresa como optante pelo Simples Nacional, importante lembrar que ter um sócio residente fora do Brasil impedirá essa opção.


7) Sócio(s) administrador(es)

Defina o sócio-administrador, ou seja, quem será o responsável por desempenhar todas as funções administrativas da empresa.


Essa função pode ser realizada por um ou mais sócios. Se houver mais de um sócio-administrador será necessário definir a forma de representação da sociedade, que poderá ser isoladamente ou conjuntamente.


Se a forma de representação da sociedade for isolamente, significa que o desempenho das funções poderá ocorrer de forma independente, ou seja, a representação da sociedade poderá ocorrer sem o aval do outro sócio-administrador.


Entretanto, se a representação da sociedade for conjuntamente, significa que o desempenho das funções ocorrerá sempre com o aval do outro sócio.


8) Representante na Receita Federal

Nesse caso deverá escolher apenas um dos sócios para representar empresa perante Receita Federal.


9) Objeto Social

Descreva de forma clara e precisa todas as atividades econômicas passíveis de serem exercidas pela sua empresa.



Parabéns!


Agora você tem todas as informações necessárias para abrir sua empresa de forma segura.


É normal sentir-se intimidado com a quantidade de documentos e etapas envolvidas no processo, mas fique tranquilo(a), a Brasker Digital é especializada nesses trâmites e poderá cuidar de tudo para você.



Comments


bottom of page